Câimbra: o que é, causas e como evitar

Nesta dica o professor Luzimar esclarece sobre o que é câimbra, quais as causas e como evitar por meio de alongamentos frequentes.

É um espasmo ou contração involuntária dos músculos, muito dolorosa, que pode durar alguns segundos até vários minutos. Pode atingir um ou mais músculos. Qualquer músculo de controle voluntário pode apresentar essas contrações. Na maioria das vezes é uma maneira do próprio corpo sinalizar desidratação ou falta de algum nutriente. Pode ser também um alerta para o uso excessivo do músculo. Os mais comuns que são afetados: Panturrilhas (batata da perna), Músculos anteriores e posteriores da coxa, Pés, Mãos, Pescoço e Abdômen.

Em idosos as câimbras frequentes podem ser sinais de aterosclerose, com diminuição da circulação sanguínea para determinado grupamento muscular por obstrução do fluxo sanguíneo.

Algumas drogas podem ser a causa: Diuréticos, principalmente a furosemida (Lasix®),  Donezepil (usado no Alzheimer), Neostigmina (usada na miastenia gravis), Raloxifeno (usado para osteoporose e câncer de mama), Remédios para hipertensão, principalmente a nifedipina (Adalat®), Broncodilatadores para asma como Salbutamol, Remédios para colesterol como o clofibrato e lovastatina.

Como evitar?

Uma boa sessão de alongamento antes e após exercícios, principalmente para sedentários, boa hidratação antes, durante e depois do esforço e evitar exercícios em dias muito quentes.

Qual o motivo de câimbras noturnas?

Pode estar relacionada a deficiência de vitaminas na alimentação, alterações metabólicas, inatividade prolongada do músculo, desidratação ou atividade física muito extenuante.

O grupo de pessoas que apresenta câimbras noturnas, principalmente nos membros inferiores (panturrilha e pés), geralmente é a chamada câimbra noturna idiopática (sem causa aparente), e que não se consegue identificar nenhum tipo de alteração que justifique o quadro.

Nesse grupo, recomenda-se um programa de alongamento 15 minutos antes de dormir, dar preferência para alimentos ricos em cálcio e magnésio, manter uma boa hidratação ao longo do dia e evitar o sedentarismo. A suplementação com magnésio pode eliminar até 90% das câimbras noturnas.

Prevenção
Os alongamentos parecem ser a melhor forma para prevenir câimbras, principalmente quando ocorrem nas pernas. Lembrando que não é de um dia para o outro que o alongamento trará resultados. É preciso pelo menos algumas semanas com alongamentos diários para o músculo ter mais resistência às contrações involuntárias.

Hidratação adequada e alongamentos frequentes, resolvem os problemas da maioria das pessoas com câimbras idiopáticas.

Nutrientes

A câimbra está relacionada à carência de nutrientes, principalmente o magnésio, encontrado nos vegetais de folhas verdes escuras (couve, rúcula, escarola, espinafre, agrião), nos grãos (feijão, lentilha, grão de bico) e nos cerais integrais. Alimentos ricos em potássio, como a banana, também podem ajudar.

Outros grandes aliados são os alimentos ricos em vitamina A, B, C, cálcio, magnésio e repositores de sódio, como a água de coco. Esses alimentos possuem a capacidade de garantir uma boa contração muscular.

Esclarecendo

O potássio como causa de câimbras: Na verdade o baixo nível sanguíneo de potássio pode até causar contrações involuntárias, mas o principal sintoma é fraqueza ou paralisia muscular. A falta de cálcio e magnésio são causas mais importantes no aparecimento de câimbras.

Água tônica possui pequenas quantidades de quinina, uma substância que também parece prevenir câimbras. Existem relatos de melhora das câimbras noturnas após alguns dias ingerindo água tônica à noite.

Atividade física adaptada e saúde

Prof. Dr. Luzimar Teixeira

Acesse o Sistema CEPEUSP
CEPEUSP - 50 anos